Fotovoltáicos – Análise solar para um complexo residencial comunitário

Groningen – Países Baixos (Holanda) —

Desde sua criação, na década de 80, o grupo Centraal Wonen de Heerd, (algo como Vivenda Central de Heerd) já tinha em seus princípios a preocupação com o uso de energia renovável. Porém só agora viabiliza-se a possibilidade de que sua energia elétrica seja limpa e produzida localmente. O objetivo a médio prazo é tornar todas as edificações energeticamente neutras, ou eficientes. Isto significa que nos próximos 30 anos a edificação venha a conseguir uma grande redução em seu consumo de energia através de melhor isolamento térmico, eletrodomésticos mais econômicos e uso consciente aliados ao uso de energia renovável em pelo menos 30% de sua demanda. Para o grupo, poder produzir sua própria energia elétrica localmente tornou-se um primeiro e importante passo.

Os estudos vêm sido feitos desde 2012, primeiramente junto à então recém criada cooperativa Grunneger Power. Esta cooperativa foi idealizada por um pequeno grupo com uma missão básica, estimular que os moradores de Groningen tornem-se produtores locais de energia e ainda se sociabilizem com seus vizinhos abraçando projetos locais em cada bairro.

Naquele então, por questões de viabilidade financeira em relação aos estímulos da prefeitura local os planos foram interrompidos.

Posteriormente, em 2014, tendo em vista uma grande reforma já prevista, o grupo de moradores resolveu retomar o processo agora com a criação de uma comissão interna de energia que após breve análise decidiu por tomar as rédeas do processo desde o projeto até a execução.

A proposta foi apresentada ao grupo que a aprovou em unanimidade.

Dividindo em etapas, o grupo pôde já executar a primeira fase que se concentrou em uma edificação de uso comum, o chamado Espaço Central. Em sua laje de cobertura foram instalados 24 painéis fotovoltaicos, mais do que suficientes para o consumo. A ideia é que o excedente possa ser utilizado para alimentar através de placas de aquecimento por infravermelho que funcionam a eletricidade. Naturalmente, a energia elétrica restante da produção através dos painéis é finalmente vendida à rede central de energia. O aquecimento central das edificações no complexo, assim como na maioria das residências holandesas, ocorre através da calefação, um sistema de radiadores por onde circula a água aquecida por um gerador a gás. A próxima etapa será a instalação de coletores solares, reduzindo ainda mais a necessidade de gás natural.

O inversor (aparelho que converte e otimiza a energia recolhida pelo painel fotovoltaico) instalado pode se conectar à internet enviando dados, atualizados em tempo real, do rendimento dos painéis fotovoltaicos, este pode ser acompanhado pelos moradores aqui.

Creative Commons License Este trabalho da Synapsis está sob Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Save

Save

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

About Wagner Gonzalez

Analisando o metabolismo das cidades, através da observação de dinâmicas espaciais, identidades comunitárias e da energia limpa em tempos de transição. Analyzing the metabolism of cities, through the observation of spatial dynamics, community identities and clean energy in times of transition.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *